Ministério da Saúde procedeu hoje, sexta-feira, 10 de Julho, ao lançamento da Campanha de Comunicação “Indetectável é Igual Intransmissível (I=I)”, que visa difundir a mensagem de que quando uma pessoa que vive com HIV faz tratamento e atinge a carga viral indetectável, a chance de transmitir o vírus, por via sexual, para outra pessoa que não tem HIV é zero.

Esta campanha pretende transmitir mensagem de que pessoas que vivem com HIV podem viver saudáveis quanto as pessoas que não tem HIV e que o tratamento antirretroviral permite a pessoa que vive com HIV recuperar a sua carga viral, ao ponto de ser indetectável no teste.

Falando no lançamento da campanha, Ministro da Saúde, Prof. Doutor Armindo Tiago, disse que o conceito de que alguém vivendo com HIV que está em tratamento e com supressão viral, não pode transmitir o vírus para um parceiro sexual é um avanço extraordinário na resposta global a epidemia do HIV.

“Este avanço só pode produzir benefícios individuais e colectivos se todos e em particular as pessoas vivendo com HIV tiverem a consciência disso e fizerem a sua parte” disse Tiago.

Com o lançamento da campanha, segundo Sua Excelência Ministro da Saúde, espera-se

Moçambique registou, nas últimas 24 horas, mais 28 casos de infecção pelo Novo Coronavírus, elevando o total para 1040 pessoas confirmadas em laboratório como portadoras do vírus.

Dos novos casos positivos, 958 são de transmissão local e 82 importados. Os casos foram extraídos de um lote de 1.104 amostras testadas de ontem para hoje nos laboratórios nacionais do sector público e privado, e resultam da acção da vigilância activa nas unidades sanitárias e do rastreio de contactos de casos positivos.

Em termos de distribuição dos 28 casos por província, segundo refere o comunicado de imprensa de actualização de dados da Covid-19, emitido pelo Ministério da Saúde, oito são de Nampula, 15 da Zambézia, um da província de Maputo e quatro estão na cidade de Maputo.

“Todos os casos reportados hoje são indivíduos de nacionalidade moçambicana e encontram-se em isolamento domiciliar”, refere o documento, indicando que já está em curso o processo de mapeamento dos seus contactos.