Trata-se de um antibiótico que integra a Lista de Medicamentos Essenciais da Organização Mundial da Saúde (OMS) e, o mesmo foi doado a Moçambique, pelo Governo brasileiro, no âmbito da parceria entre a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores e o grupo de hospitais privados “ Rede D`Or São Luiz”, daquele País latino americano.

As 18.300 ampolas foram entregue simbolicamente, ao ministro da Saúde, Armindo Tiago, pelo embaixador Carlos Alfonso Iglesias Puente, em crimónia realizada esta quarta-feira, em Maputo.

O diplomata brasileiro referiu, a propósito, que a doação de antibióticos “ é feita no mesmo espírito do pronto apoio brasileiro ao enfrentamento da calamidade resultante dos ciclones Idai e Kenneth em 2019, ou da doação de materiais em apoio ao plano nacional moçambicano de combate à pandemia, por exemplo”, acrescentando que na mesma linha, “ o governo brasileiro está preparando doação de quatro mil toneladas de arroz ao governo moçambicano, por meio do Instituto Nacional de Gestão e Redução de Riscos de Desastres (INGD), em parte para ajudar no atendimento às populações deslocadas em Cabo Delgado. O Brasil contribuirá, também, com donativo ao orçamento do Programa Mundial de Alimentação em Moçambique, igualmente tendo em vista a situação humanitária naquela província”.

Moçambique recebeu esta segunda-feira, 5 de junho, em duas cerimónias distintas, dirigidas pela Vice-Ministra da Saúde, Lidia Cardoso e, realizadas no Aeroporto Internacional de Maputo, mais 158.000 doses de vacinas contra a Covid-19.

Do total de doses recebidas (158.000), 50.000 são da vacina “Vaxzevria” e foram doadas pelo Governo português, representado na ocasião pelo Secretário do Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Francisco André, que também ofereceu 141.934 máscaras N95 para os profissionais de Saúde que estão na linha da frente, no combate à Covid-19.

Intervindo no acto da recepção das vacinas e do material de protecção individual, Lídia Cardoso referiu que a doação simbolizava as excelentes relações de irmandade e cooperação bilateral entre Moçambique e Portugal.

A número dois do MISAU falou igualmente da tendência crescente de casos, internamentos e óbitos devido à Covid-19, no País, destacando que as vacinas recebidas do Governo e povo português ajudarão a prevenir formas graves e óbitos devido à esta doença.

O Secretário do Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Portugal, Francisco André, por seu turno vincou que mesmo estando, também a ser assolado pela pandemia, o seu País, nunca deixará de prestar apoio aos países irmãos, referindo-se às nações africanas de expressão portuguesa (PALOP), por tratar-se de um dever histórico.

Decorreu hoje dia 05 de Julho de 2021 no Conselho de Serviços de Representação do Estado na Cidade de Maputo a cerimonia de entrega de EPI e Equipamento hospitalar, doado pela USAID á Cidade de Maputo, em resposta a 3a vaga de Covid 19.
O evento foi Dirigido por Sua Excia Secretario de Estado da Cidade de Maputo e estiveram presentes, Representantes da USAID; Jhpiego, a Directora do Serviço de Saúde e membros do Comite operativo de emergencia em Saude Publica.


O Nosso Maior Valor é a Vida.