São no total 25 mil litros de combustível que o Ministério da Saúde (MISAU) recebeu esta tarde da Puma Energy Moçambique, numa cerimónia encabeçada por Sua Excelência Armindo Tiago, Ministro da Saúde e por Danilo Correia, PCA daquela empresa que se dedica ao fornecimento de produtos e serviços de combustíveis.

A doação, segundo referiu o gestor da Puma Energy Moçambique é uma resposta ao apelo do Governo e do MISAU, para a conjugação de esforços para a prevenção e combate da pandemia de COVID-19 no país.

Hoje viemos fazer a entrega simbólica do donativo que consiste em 25 mil litros de combustível para abastecer as ambulâncias indicadas pelo Ministério da Saúde de apoiar as operações de prevenção e combate a esta pandemia”, referiu Danilo Correia.

Armindo Tiago, Ministro da Saúde, começou a sua intervenção referindo-se ao facto de o mundo e o ser humano estarem a ser colocados à prova pela pandemia de COVID-19, situação que está a ter um impacto negativo, também nos sectores comercial e produtivo.

Ainda assim, de acordo com Armindo Tiago, “não têm sido poucas as entidades que se prestam a ajudar o Ministério da Saúde, reconhecidas que são as carências do sector de Saúde em particular. Uma dessas entidades é a Puma Energy Moçambique, que dá assim uma resposta efectiva aos apelos do nosso Governo, que junto de parceiros de cooperação, sector privado e sociedade civil, incansavelmente buscam sinergias para fazer face à COVID-19".

O Ministério da Saúde (MISAU), recebeu na tarde desta Sexta-feira, 17 de Abril, da SASOL Moçambique, 60 mil litros de desinfectante.

Usado regularmente para higienizar as Unidades Sanitárias (US) e as mãos dos profissionais da Saúde, o produto em causa tem se revelado de capital importância na prevenção do contágio com o Coronavírus, nas US, assim como em outros locais, como super mercados, instituições público e privadas, entre outras.

A entrega do donativo teve lugar no Armazém Central de Medicamentos do Zimpeto, na cidade de Maputo, em cerimónia dirigida pela Vice-ministra da Saúde, Dra. Lídia Cardos, que na ocasião manifestou-se satisfeita com o nível de resposta que as instituições e entidades públicas e privadas, têm dado ao MISAU, para aumentar a sua capacidade de resposta ao Coronavírus.

Hoje, recebemos da SASOL Moçambique o primeiro lote de um global de 60 mil litros de desinfectante que a firma se comprometeu a doar ao Ministério da Saúde, como sua contribuição para o reforço da capacidade do país na prevenção e combate à Covid-19 ”, disse a governante, que prosseguindo, não teve reservas em garantir que o MISAU vai fazer bom uso da doação. “ Fica registado, aqui e perante todos, o nosso comprometimento em não só fazermos chegar o apoio aos destinatário, designadamente as Unidades Sanitárias, priorizando a transparência na sua distribuição, mas também, em fazer um uso racional do mesmo ”.

A doação foi entregue ao MISAU, por Ovídio Rodolfo, Director-Geral e Vice-presidente da SASOL para Moçambique.

O gestor disse que o gesto da petrolífera enquadrava-se na responsabilidade social da instituição. “ Gostaria, em nome do Grupo SASOL, de expressar algumas palavras de manifesta solidariedade para com o povo e governo moçambicanos, neste momento difícil para Moçambique, África e o mundo em geral ”, começou a sua alocução, Ovídio Rodolfo e prosseguindo, referiu que a empresa não podia

Trata-se de meia tonelada de arroz e foi entregue na Terça-feira, 14 de Abril, ao Ministério da Saúde (MISAU).

A doação enquadra-se nas acções de responsabilidade social do Gabinete da esposa do Presidente da República e visa a melhoria da dieta alimentar dos pacientes da COVID-19, que eventualmente tenham de ser internados nos Centros de Internamento e Tratamento criados no país.

Falando na ocasião, Ussene Isse, Director Nacional da Assistência Médica no MISAU, que recebeu a doação da representante do Gabinete da Primeira Dama, disse que os produtos ora recebidos são um ganho, porque vão ajudar a dar resposta ao plano de emergência que o país enfrenta, relacionado com a propagação da pandemia do novo Coronavírus.

″ Agradecemos o gesto de humanismo, solidariedade e carinho da Primeira Dama, Isaura Nyusi. Na verdade a esposa do Presidente da República sempre nos agraciou com este tipo de apoios, sobretudo em períodos de carência como este " disse.

Ussene Isse referiu ainda que a alimentação é essencial para a recuperação dos doentes, independentemente da enfermidade de que cada um padece.