Imprimir

Queixas sobre mau atendimento, ruptura de stock de medicamentos, entre outras situações que em nada abonam o Sector... Armindo Tiago renova o apelo para o seu combate sem tréguas.

O ministro da saúde falava na Sexta-feira (01 de Julho) aos quadros do Sector, a diversos niveis, entre os quais, o Inspector Geral de Saúde, Directores Nacionais e Adjuntos no MISAU, Directores Provinciais e dos Serviços Provinciais de Saúde, Directores dos Hospitais Centrais entre outros profissionais do Sector, que participavam desde Quarta-feira (29 de Junho), em Gondola, na província de Manica, no XLVII Conselho Coordenador de Saúde (CCS).

No início da sua intervenção de encerramento do evento, Armindo Tiago lembrou que o exercício realizado em Gondola, o terceiro consecutivo no presente quinquênio, insere-se na cultura de prestação de contas, planificação conjunta e monitoria da implementação dos planos do Sector.

Tiago referiu que apesar dos constrangimentos de diversa ordem, o Governo continua a priorizar o Sector, na alocação de recursos humanos, provisão de insumos e artigos médicos.

A título de exemplo, o titular da pasta da Saúde indicou que o ministério que dirige irá prover 6.077 vagas para profissionais de saúde, sendo que destas, 428 sâo para médicos de clínica geral.

Tiago referiu que

esta acção tem em vista o alcance dos objectivos previstos no Programa Quinquenal do Governo 2020-2024, referentes à melhoria do rácio da disponibilidade de técnicos de regime especial, de 11.3 para 17.1 por 10.000 habitantes, em 2024.

Ainda no que concerne aos investimentos do executivo para o Sector da Saúde, Tiago anunciou o apetrechamento dos Serviços de Cuidados Intensivos de todos os hospitais centrais e gerais, com diversos equipamentos modernos, num investimento de cerca de USD 18.000.000 (Dezoito Milhões de Dólares), disponibilizados pelo Governo e Parceiros, com o objectivo de melhorar as condições de trabalho dos profissionais de Saúde e, por conseguinte, do atendimento dos pacientes.

O Hospital Provincial de Chimoio foi o primeiro a beneficiar deste equipamento, cuja entrega teve lugar na tarde da última Sexta-feira.

Relativamente ao balanço do XLVII Conselho Coordenador Nacional de Saúde, o ministro considerou-o positivo, o que a seu ver, reforça a convicção de que as acções prioritárias e as metas preconizadas nos instrumentos de planificação e monitoria, serão cumpridas.

Para além dos habituais participantes do Conselho Coordenador, o de Gondola teve a particularidade de no seu segundo dia, contar com a participação de seis dos nove antigos ministros, designadamente: Hélder Martins, Fernando Vaz, Leonardo Simão, Aurélio Zilhão, Alexandre Manguele e Nazira Abdula, que transmitiram a sua experiência e deram o seu contributo para melhor atacar os desafios acruais da Saúde