Imprimir

Moçambique recebeu na manhã desta quarta-feira, 30 de junho de 2021, em cerimónia havida no Aeroporto Internacional de Maputo e dirigida pelo Ministro da Saúde, Armindo Tiago, mais 500 mil doses de vacina contra a Covid-19.

Trata-se da Vacina Verocell (SARS-CoV-2) e a mesma resulta de uma aquisição feita pelo sector privado, através da iniciativa Unidos pela vacina contra a Covid-19 (UNIVAX) e visa imunizar os colaboradores das 318 empresas privadas inseridas neste mecanismo.

Osório Lucas, PCA da Sociedade de Desenvolvimento do Porto de Maputo (MPDC), que falou na qualidade de representante das empresas que participaram na iniciativa UNIVAX, disse que foi por reconhecer que o combate à Covid-19 é dever de todos, que as mesmas e, em coordenação com o Governo de Moçambique se decidiram pela aquisição dos imunizantes, para a sua massa laboral,que é parte importante da força-motriz da economia nacional.

Lucas fez uso da ocasião para também revelar que do lote de 500 mil doses de vacina adquiridas pelo sector privado, um total de 189 mil doses serão oferecidas ao Ministério da Saúde.

O Ministro da Saúde destacou a iniciativa do sector privado, afirmando que com as doses que hoje chegaram ao País, será possível imunizar até cerca de 240 mil pessoas.

Esta aquisição do sector privado, que vai permitir a imunização dos seus colaboradores, joga um papel importante no Plano Nacional de Vacinação. Para além de acelerar a sua implementação, permite que as unidades produtivas, muitas das quais susceptíveis de maior propagação da Covid-19, dados os aglomerados nos seus processos de produção, possam ter a sua massa laboral protegida de desenvolver doença grave e morte por esta doença e, por essa via, assegurar-se a protecção das unidades produtivas, das quais não só depende a nossa economia, mas também, o funcionamento de outros sectores vitais da sociedade”, referiu o ministro.

As 500 mil doses de vacina chegam numa altura em que o País está a registar um aumento de casos, internamentos e óbitos devido à Cocid-19,razão pela qual, Armindo Tiago manifesta acreditar que com o rápido processo de vacinação poderão ser salvas mais vidas e ainda se evitar o colapso do Sistema Nacional de Saúde, daí ter lançado um apelo a todos trabalhadores abrangidos nesta aquisição, para que adiram ao processo de vacinação, lembrando que a vacinação contra a Covid-19 deve ser um privilégio dado a todos os cidadãos elegíveis.

Mais 1.5 milhão de doses de vacina contra a COVID-19 chegam ao país dentro de dias

 

A “boa nova” foi dada a conhecer pelo Mnistro da Saúde, durante a cerimónia da recepção da vacina do sector privado. 

Ao nível de Moçambique, congratulámo-nos pelas acções até aqui desenvolvidas e parcerias estabelecidas para o sucesso do processo de vacinação e, com muito rigozijo anunciamos que nas próximas semanas, o País poderá receber mais 1.5 milhão de doses de vacina, que estão sendo adquiridas pelo nosso Governo".

Esta aquisição, de acordo com Armindo Tiago, vai acelerar sobremaneira o Plano Nacional de Vacinação, que prevê imunizar cerca de 17 milhões de pessoas, até o término do processo. Tiago reiterou o compromisso do Governo de continuar a envidar esforços para a mobilização de mais vacinas por forma a acelerar a implementação do Plano Nacional de Vacinação.

MISAU-DCI