Notícias

País monitora surto de conjuntivite hemorrágica

A Cidade de Nampula, capital da província com o mesmo nome, localizada no Norte de Moçambique, tem regista desde o dia 10 de Fevereiro corrente, a ocorrência de casos de conjuntivite hemorrágica.

Até ao dia 18 de Fevereiro já haviam sido notificados 33 casos, tendo o pico se registado no dia 13. A maioria dos casos foi registada em estudantes do ensino primário e secundário, com idade entre 11 e 15 anos, todos no Bairro Muhala-Sede.

Esta doença é causada por um vírus, sendo altamente contagiosa. A conjuntivite hemorrágica é autolimitada (com começo, meio e fim, e que pode terminar sem tratamento) e não é grave, podendo durar de 7 a 10 dias.

Ela é transmitida por meio do contacto com as secreções oculares de uma pessoa infectada ou objectos contaminados. Caracteriza-se clinicamente por inflamação das pálpebras, olhos vermelhos, lacrimejo, dor nos olhos, sensação de presença de corpo estranho (areia) nos olhos, secreção (ramela) e fotofobia (sensibilidade excessiva à luz).

A conjuntivite pode ser prevenida através das seguintes medidas: lavar as mãos com frequência, com água e sabão ou cinza; evitar o contacto com pessoas infectadas e com objectos ou superfícies contaminadas; evitar a partilha de objectos de uso pessoal como toalhas e roupa de cama, entre outros; e permanecer em casa enquanto durarem os sintomas da doença.

O Ministério da Saúde está a implementar um conjunto de medidas visando assegurar a prevenção, controlo e corte das cadeias de transmissão da doença.

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *