O Ministério da Saúde declarou este domingo, 21.06, a cidade de Pemba, na província de Cabo Delgado, como o segundo local geográfico de Moçambique a transitar para a situação de Transmissão Comunitária do novo coronavírus.

 

Segundo explicou o ministro da Saúde, Armindo Tiago, falando na habitual Conferência de Imprensa de actualização de dados da Covid-19, aquela cidade reuniu, nos últimos dias, critérios determinantes para ser considerada como tal, nomeadamente, a elevada percentagem de positividade de amostras testadas, o dobro da média nacional que é de 3 por cento, elevada transmissibilidade interpessoal e mudança no perfil demográfico dos casos notificados, aliada a uma progressão rápida da pandemia. Só no mês de Junho em curso, a capital de Cabo Delgado registou 65 casos.

“Com este perfil epidemiológico queremos informar que estão cumpridos os pressupostos do padrão de Transmissão Comunitária na Cidade de Pemba”, referiu o ministro, indicando que o resto do país ainda apresenta um padrão epidemiológico baseado em focos de transmissão.

Com vista a conter e mitigar a epidemia da COVID-19 na cidade de Pemba, estão em curso várias acções, nomeadamente a expansão da vigilância activa em toda a província de Cabo Delgado, para monitoria da epidemia e identificação precoce de novos locais afectados.

Segundo o balanço epidemiológico deste sábado, 20 de Junho, anunciado pelo Ministério da Saúde (MISAU), vinte pessoas testaram positivo ao novo Coronavírus, elevando para 688 o total de casos de infecção por esta pandemia.

Dos novos casos diagnosticados, 19 são cidadãos moçambicanos e um é português. Dos casos testados, cinco são de Cabo Delgado, sete de Nampula, um da Zambézia, dois de Tete, um de Sofala, dois da província de Maputo e dois da Cidade de Maputo.

Os novos casos de infecção saem do lote de 841 amostras testadas nas últimas 24 horas, num universo de 23.104 já analisados em laboratório desde o início da pandemia no país. 

Segundo a directora nacional de Saúde Pública, Rosa Marlene, que falava durante a conferência de imprensa de actualização de dados da COVID-19, os vinte pacientes têm sintomatologia leve, por isso, “encontram-se em isolamento domiciliar.

Em relação aos recuperados, não houve registo de novos casos, mantendo-se o cumulativo de 177.

Entretanto, Marlene revelou que dos 8 doentes que se encontravam internado, dois receberam alta, sendo “um de Cabo Delgado e outro da Cidade de Maputo”, encontrando-se a cumprir isolamento domiciliar.