Subiu para 164 o número de pessoas com a infecção do novo coronavírus em Moçambique, com o diagnóstico positivo de mais dois casos, sendo um na província de Inhambane e outro na cidade de Maputo.

Os dois cidadãos diagnosticados com a doença, um do sexo feminino e outro masculino, são assintomáticos e se encontram em isolamento domiciliar, segundo explicou o ministro da Saúde, Armindo Tiago, na habitual Conferência de Imprensa de actualização de dados sobre a COVID-19 em Moçambique.

Estes casos saíram de um lote de 417 amostras colhidas em sete províncias e testadas nas últimas 24 horas no laboratório do Instituto Nacional de Saúde, em Marracuene.

Do total de testados nas últimas 24 horas, 86 são provenientes da província de Tete, 11 de Manica, 23 de Sofala, 33 de Inhambane, 2 de Gaza, 20 da Província de Maputo e 242 da Cidade de Maputo.

Neste momento, o país conta com um total de 164 casos de Covid-19 notificados, dos quais 48 encontram totalmente recuperados.

Governo moçambicano desaconselha uso de túneis de desinfecção

Introduzidos pela primeira vez na China, país onde foi diagnosticado o primeiro caso do Novo Coronavírus (COVID-19) e replicados em vários outros países flagelados pela pandemia, os túneis de desinfecção de pessoas começavam a ganhar corpo em Moçambique, tendo sido instalados por iniciativa de instituições e singulares, em diversos espaços públicos, repartições público e privadas, um pouco por todas as províncias do país.

Se por um lado havia quem aprovasse a sua utilização como meio de prevenção da COVID-19, por outro, havia várias correntes, incluindo as ligadas ao sector de saúde, em todo mundo, que colocavam em causa a sua eficácia no combate à doença.

Tal situação obrigou que muitos países recuassem no uso daquelas estruturas (câmaras, cabinas e túneis) para desinfecção de pessoas.

Esta Sexta-feira, 22 de Maio, foi a vez de Moçambique. O Ministro da Saúde desaconselhou o uso de túneis no país. Armindo Tiago disse não haver evidências científicas sobre a utilização de estruturas como câmaras, cabines e túneis para desinfecção de pessoas com eficácia preventiva contra a doença.

Sobe para 162 o número de pessoas diagnosticadas com COVID-19 no nosso país, com o registo de mais seis casos positivos nas últimas 24 horas.

O número de casos activos passou a ser 114 e de recuperados continua sendo 48.

O MISAU não tem reportado nenhum óbito relacionado com a Covid-19.

 

Informação detalhada no comunicado em anexo.

Mais informação consulte a secção sobre COVID-19